A indissociabilidade das categorias gênero e raça nas experiências de trabalho na economia solidária

  • Eliene Gomes dos Anjos Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, Brasil
  • Ana Georgina Peixoto Rocha Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, Brasil
  • Ivanice Cerruci Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, Brasil
  • Flávia Santos Silva Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, Brasil
Palabras clave: desigualdades de gênero e raça, interseccionalidade, feminismo negro, trabalho associado

Resumen

Nesse estudo, indaga-se em que medida a inserção no trabalho associado no campo da economia solidária está contribuindo para alterar as desvantagens históricas enfrentadas pelas mulheres, negras e não negras, presentes em outras modalidades de trabalho. Para tanto, manuseia-se um banco de dados, constituído pelos/as sócios/as que declararam ser o trabalho remunerado a sua principal atividade nos empreendimentos de economia solidária, selecionando variáveis para correlacionar com os atributos de gênero e raça à situação do trabalho. O estudo explicitou as desigualdades, a partir da perspectiva interseccional, que se reproduzem em espaços que são marcados por uma sociabilidade em que não impera a lógica mercantil, mas, ainda assim, é refém das relações desiguais constituídas historicamente.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
27-11-2019
Cómo citar
dos Anjos, E., Rocha, A. G., Cerruci, I., & Silva, F. (2019). A indissociabilidade das categorias gênero e raça nas experiências de trabalho na economia solidária. Otra Economía, 12(22), 106-119. Recuperado a partir de https://www.revistaotraeconomia.org/index.php/otraeconomia/article/view/14830
Sección
Sección Especial: Las Otras Economías en perspectiva de género